fbpx

Vila Real faz viagem histórica de 243 anos

Vila Real de Santo António vai fazer uma viagem histórica de 243 anos a 13 de maio. Cultura, música, um cortejo, uma feira e atos oficiais marcam mais um aniversário da fundação da cidade do Guadiana.

As comemorações da efeméride começam com a inauguração do projeto ‘Parque Aventura’ dedicado aos desportos radicais no Complexo Desportivo. Segue-se depois uma sessão solene onde serão homenageadas personalidades e instituições que se distinguiram no concelho e ainda alunos de mérito e funcionários autárquicos com mais de 18 anos de serviço.

Pelas 17:00, arranca o torneio de futebol ‘Amizade Centenário’, que oporá o Lusitano FC, o CD Beja e o Vitória de Setúbal. Uma hora mais tarde, o Cortejo Histórico e Etnográfico vai passar em revista os quatro séculos de história que Vila Real já conheceu. Desde o Arquivo Histórico Municipal até à Praça Marquês de Pombal, desfilam alguns dos momentos mais marcantes da identidade do concelho em modo cronológico desde a sua fundação até aos dias de hoje.

Pela noite dentro, há música e teatro. Elsa Jerónimo, Nádia Catarro e Renato Nené animam o serão musical na Praça Marquês de Pombal. Já a companhia de teatro II Acto, apresenta o espectáculo ‘O Incêndio’, uma recriação histórica que recorda o fogo de 1908 nos Paços do Concelho.

A festa só termina no dia seguinte com a Feira Histórica que recua até à Idade das Luzes com um conjunto de recriações de época e venda de produtos tradicionais.

Recorde-se que a existência da cidade foi decretada pelo rei D. José a 30 de dezembro de 1773, para marcar uma posição junto à fronteira com Espanha e banhada pelo Atlântico. Três anos depois estava concluída a obra dirigida e acompanhada de perto pelo Marquês de Pombal. A sua malha urbana octogonal é um marco na história da arquitetura nacional, que antes apenas tinha sido implementada na baixa de Lisboa, após o terramoto de 1755 por ordem também do ministro de D. José.

Leave a comment

X