fbpx

Mercado de Escravos conquista dois prémios

O Núcleo Museológico Rota da Escravatura, mais conhecido por Mercado dos Escravos, integrado no Museu Municipal Dr. José Formosinho, em Lagos, recebeu dois prémios no final do primeiro ano que esteve aberto ao público.

A Associação Portuguesa de Museologia atribuiu duas menções honrosas na área da museologia e pelas aplicações de gestão multimédia. O Museu dos Escravos foi o único espaço cultural do Algarve a ser distinguido na cerimónia de entrega de prémios, que decorreu no Museu Soares dos Reis, no Porto.

Aberto há apenas um ano, o Núcleo Museológico Rota da Escravatura integra o Museu Municipal Dr. José Formosinho. A chegada e presença de escravos em Lagos, bem como a compreensão do papel desempenhado pelo comércio negreiro e a escravatura de indivíduos com ancestralidade africana motivaram o programa museológico.

A exposição permanente ocupa dois pisos e pretende transmitir ideias e conceitos da história e identidade local. Dado que o espaço de exposição é diminuto para todo o acervo existente, a visita é complementada através dos conteúdos multimédia, acedidos através de aplicação para tablet ou smartphones, mas que só funciona no local. Foi esta solução que motivou a menção honrosa na área da multimédia.

No primeiro ano de vida, o Mercado dos Escravos já recebeu mais de 22 mil visitantes. Está aberto de terça a domingo, entre as 10:00 e as 12:30 e as 14:00 e as 17:30.

Leave a comment

X