fbpx

Rota da Laranja mostra outro Algarve em experiências

Conhecer os pomares de laranja ou descobrir como são feitos produtos à base de citrinos são apenas duas das possibilidades que a Rota da Laranja vai oferecer aos visitantes. O objetivo do município de Silves é criar uma oferta turística diferente, que dê a conhecer um dos patrimónios mais icónicos do Algarve.

 O AlgarveAdviser apresenta um serviço de assessoria de comunicação, estratégia e promoção do seu negócio. Aproveite as nossas soluções.

“A ideia é que as pessoas possam vivenciar a apanha da laranja, a sua transformação e a gastronomia associada, sempre com ofertas locais”, explicou Rosa Palma, presidente da Câmara de Silves, território onde se produz 60% de citrinos de todo o Algarve. A Rota deve incluir os viveiros, onde são produzidas as árvores, as quintas, a indústria transformadora, sem esquecer o artesanato, o património imaterial, a gastronomia e o alojamento.

Para Desidério Silva, presidente da Região de Turismo do Algarve, esta não podia ser uma ideia melhor, já que valoriza uma riqueza local, que é a laranja. “Há poucos dias ficámos a saber os números do turismo do Algarve, em 2017, que foram os melhores de sempre: tivemos 19 milhões de dormidas e 1000 milhões de proveitos. Mas o número de camas não aumentou. O que aumentou foi a diversidade e a oferta e qualidade da região, com mais barrocal e serra, mais alojamento local, mais turismo em espaço rural, mais empresas a trazer pessoas para o interior, mais associações de desenvolvimento local a promover iniciativas de animação turística”, disse.

 Siga-nos no Facebook.

A Rota, com itinerários e ofertas concretas, deve estar disponível até ao final do ano, num formato flexível e adaptado ao tempo e aos interesses dos visitantes.

Leave a comment

X