fbpx

Do Algarve para todo o País, cabra algarvia viaja em selo postal

A cabra algarvia anda por estes dias de mão em mão. Não literalmente, mas nas mãos de quem envia ou recebe cartas pelos CTT. É que esta espécie da nossa região é uma das protagonistas da mais recente emissão filatélica.

 Registe-se em AlgarveAdviser e melhore o seu negócio. Saiba como. 

Os CTT decidiram fazer uma emissão especial de selos com seis raças pecuárias de origem portuguesa, entre as 47 que são reconhecidas pela Direção Geral de Alimentação e Veterinária. Do Algarve para o resto do País, parte a cabra algarvia, em selos com preços nominais de 0,50 euros, 0,65 euros e 0,85 euros.

Tratam-se de raças com caraterísticas morfológicas e distribuições geográficas muito próprias, algumas das quais em áreas muito reduzidas. Esta iniciativa serve para chamar a atenção para o facto de algumas espécies estarem a desaparecer, ou mesmo em vias de extinção, devido à modernização do setor agrícola e à procura pela rentabilização, que levou à sua substituição por outras espécies não autóctones ou ao seu subaproveitamento.

A cabra algarvia subsiste essencialmente nos concelhos de Alcoutim e Castro Marim, onde a Queijaria do Azinhal se dedica à produção de queijo, a partir da recolha de leite entre os pequenos produtores locais, que mantêm viva a cabra algarvia.

 Siga-nos no Facebook.

A ilustração é assinada pelo biólogo e ilustrador Carlos Medeiros, responsável pelo projeto de ilustração de todas as raças autóctones portuguesas. Os selos já se encontram em circulação.

Leave a comment

X