fbpx

Livro ajuda a descobrir o Algarve no verão

A Região de Turismo do Algarve lançou um livro digital para ajudar a conhecer a região em tempo de férias de verão. ‘Tanto Sol, Tanta Praia’ mostra praias de mar e fluviais, grutas, cascatas, barragens e muito mais para descobrir no litoral e no interior.

“O Sol, quando nasce, é para todos. E a bem dizer a água do mar, quando vaza ou enche também”, é com esta premissa que começa o livro publicado para a época estival, onde se cruzam nacionalidades com todos os sotaques.

O primeiro capítulo é dedicado às ilhas: Deserta Barreta, Culatra, Armona, de Tavira e de Cabanas de Tavira. São as ilhas-barreira da Ria Formosa cercadas de água por todos os lados com extensões de areias que “desafogam a vista”. Por aqui sugere-se apanhar conquinhas e amêijoas ou descobrir a História da Pesca do Atum, em Tavira.

Seguem-se as grutas, essas maravilhas naturais da costa do Barlavento que são autênticos cartões-postais. A mais conhecida é o algar de Benagil, mas há muito mais para descobrir. Descobrir a costa a partir do mar ou percorrer o trilho dos Sete Vales Suspensos são as ideias para umas férias únicas.

Se gosta de espaço quando vai à praia, o melhor é ir para os extensos areais, mas comuns a Sotavento. Aqui há praias mais ou menos cheias e até desertas, que convidam a longas caminhadas e a banhos nas águas calmas e quentes.

Algarve é terra de vários cenários e a Costa Vicentina é um território a explorar. Aqui, dos miradouros avistam-se largos areais banhados por ondas que muitos procuram para quebrar. Falamos do surf, uma pratica desportiva que traz turistas de todo o mundo até à costa oeste do Algarve. E por lá pode ainda petiscar percebes e partir para o mar à descoberta de golfinhos.

Neste autêntico catálogo de maravilhas não há só água salgada. No interior, a água doce também pode ser uma bênção para as férias. Com uma banda sonora dos passarinhos e outros sons do campo, relaxe na praia fluvial do Pego do Fundo, em Alcoutim, em águas que convidam a brincadeiras o dia todo.

Para refrescar dos dias quentes, pode também ir para uma das várias cascatas e fontes do interior. De grande beleza natural, normalmente com uma sombra ali perto para relaxar, há locais que convidam definitivamente a um mergulho. Falamos da Queda do Vigário e a fonte grande de Alte, em Loulé, a Cascata do Barbelote, em Monchique.

As barragens são outro ponto de interesse. Além de banhos refrescantes, pode também percorrer os trilhos adjacentes e conhecer fauna e flora. As barragens de Odeleite, também conhecida como ‘Lagoa do Dragão Azul, em Castro Marim, e da Bravura, em Lagos, são as sugestões.

Antes de terminar as férias que vão diretamente para os álbuns de fotos, recarregue energias em lugares medicinais e divirta-se nos parques aquáticos da região.

Leave a comment

X