Blog Algarve Adviser

Procura um negócio? Veja a nossa lista de parceiros em AlgarveAdviser.

Vila Real de Santo António foi distinguido com o prémio ‘Município Mais Azul 2017’ no Algarve pela Associação Bandeira Azul da Europa e pela Agência Portuguesa do Ambiente. O galardão junta-se ao conquistado em 2016.

O prémio é atribuído a um município por região e representa o reconhecimento pelo excelente desempenho prestado nas atividades de educação ambiental. A escolha do município é feita pela melhor pontuação obtida neste ponto.

A Associação justifica a atribuição deste prémio com o incentivo na “melhoria de atividades de educação ambiental e para estimular uma competição saudável entre os promotores de candidaturas ao programa Bandeira Azul”.

Estamos no Facebook. Siga-nos.

No VI Seminário Nacional do Programa Bandeira Azul, que decorreu em Vilamoura, também as praias de Santo António e Monte Gordo foram distinguidas pelos 10 e 25 anos, respetivamente de participação no Programa.

Natal é sinónimo de festa, animação, luzes e, claro, presépios, umas mais tradicionais, outras mais originais. Nesta quadra natalícia, a tradição mantém-se e há diversas representações para conhecer. O AlgarveAdviser apresenta a melhores sugestões para conhecer este ano.

 Inscreva o seu negócio no AlgarveAdviser e conheça as vantagens e as oportunidades.

Vila Real de Santo António

É talvez o mais conhecido e, sem dúvida, o maior. O presépio de Vila Real de Santo António continua a surpreender pelos números: 20 toneladas de areia, 4 toneladas de pó de pedra, 2500 quilos de cortiça, 5 mil figuras que ocupam um total de 220 metros quadrados. Na sua 15ª edição, as novidades são a recriação do obelisco da cidade de VRSA, as antigas cabanas da praia de Monte Gordo ou a recriação de episódios cristãos e pagãos. Para completar a obra, foram precisas 2500 horas distribuídas por 40 dias de trabalho. A entrada custa 50 cêntimos e reverte para o Centro de Acolhimento Temporário ‘Gente Pequena’.

Castro Marim

Este é um dos casos em que a tradição se une à originalidade. A tradicional cena de Natal é representada com um produto típico e emblemático de Castro Marim: o sal. Para a construção deste presépio, foram precisas 6 toneladas de sal, que compõem o cenário instalado na Casa do Sal até 1 de janeiro.

Odeleite

Apenas nos dias 16 e 17 de dezembro, a aldeia de Odeleite, em Castro Marim, apresenta o Presépio Vivo, em que serão diversas recriações históricas. Há ainda animações para todos e um mercadinho com produtos típicos.

Loulé

Loulé apresenta quatro exposições de diversas origens. A Alcaidaria do Castelo apresenta o tradicional presépio algarvio feito com frutas regionais e pequenas searas. Na Ermida de Nossa Senhora da Conceição, também na zona histórica da cidade, o pediatra e artista Francisco José apresenta um presépio de sua autoria. Já na Galeria de Arte da Praça do Mar, em Quarteira, pode visitar a exposição ‘Um Mundo de Presépios’ da coleção particular de Anabela Guerreiro. As ruas e alguns locais da freguesia de Alte recebem o V Roteiro de Presépios.

Estamos no Facebook. Faça gosto e esteja sempre atualizado do melhor do Algarve.

 

Albufeira

Com 75m2 e feito com musgo, areia, pedras, cursos de água, construções europeias e árabes, os Bombeiros de Albufeira voltam a apresentar um presépio feito pelos seus elementos e que apela à solidariedade. O Presépio pretende recriar não só o nascimento de Jesus, como uma linha cronológica até aos dias de hoje, incluindo as atividades dos Bombeiros.

Guia

Entre a Ermida de Nossa Senhora da Guia e a Igreja Matriz é possível visitar o Presépio de rua da autoria da escultura britânica Toin Adams e composto por 30 figuras.

Portimão

Também Portimão vai ter um presépio de rua. O Largo da Mó volta a receber a representação em tamanho real, que já é uma tradição da cidade.

Portugal esteve em grande destaque nos prémios World Travel Awards, que distinguem o melhor que se faz na área do turismo e o Algarve, em particular, não ficou de fora das distinções. Para a região vem o prémio de Melhor Resort de Luxo de Lazer do Mundo entregue ao Pine Cliffs.

 Inscreva o seu negócio em AlgarveAdviser e aumente o seu negócio. Não perca tempo!

Na cerimónia que decorreu este fim de semana no Vietname, o resort de luxo de Albufeira deixou para trás candidatos da Tailândia, Abu Dhabi, África do Sul e até um concorrente caseiro, o Conrad Algarve.

O Pine Cliffs alcança o estatuto de Melhor Resort de Luxo de Lazer do Mundo depois de já ter conquistado os prémios de Melhor Resort de Família de Portugal em 2017 e a mesma distinção a nível europeu em 2016.

Recorde-se que nesta cerimónia que distinguiu os melhores do mundo, Portugal foi reconhecido como Melhor Destino Turístico, Lisboa é o Melhor Destino para City Break e Madeira consegue pela terceira vez o estatuto de Melhor Destino Insular, entre outros prémios.

 Nós gostamos que goste de nós!

Ana Mendes, secretária de Estado do Turismo, reconhece que é um “momento único para o turismo em Portugal” e que os prémios são o “reconhecimento do trabalho que tem sido desenvolvido ao longo dos anos por todos os que estão de alguma forma ligados ao turismo”. É também, segundo a governante, o “reconhecimento pelo País que temos. Um País autêntico, inovador, que se soube reinventar, que reúne uma grande variedade de experiências e paisagens, um país que junta cosmopolitismo, história, tradição, sol, natureza e gastronomia. Um País que sabe e que gosta de acolher todos”.

O Festival MED está novamente em destaque na edição deste ano dos Iberian Festival Awards 2018. Depois de no ano passado ter vencido na categoria de Melhor Festival de Média Dimensão, o certame que enche as ruas de Loulé está nomeado em sete categorias.

Procura um parceiro para o ajudar a fomentar o seu negócio e angariar mais clientes? Fale connosco. Temos várias soluções ajustáveis às suas necessidades. Mais informação em AlgarveAdviser ou pelo mail info@algarveadviser.com

 

Melhor Festival de Média Dimensão, Melhor Alinhamento, Melhor Promoção Turística, Melhor Programa Cultural, Contributo para a Sustentabilidade e Melhor Atuação (Portugal/Espanha) por Ana Moura (na foto acima) são as categorias em que o certame está nomeado. A estas junta-se também a nomeação na nova categoria que distingue o Melhor Festival Lusófono e Hispânico.

O público tem uma palavra a dizer e pode votar até 17 de janeiro neste link.

O Festival MED cumpriu em 2017 a sua 14ª edição e continua a dar cartas na world music. Além da música, o certame de Loulé apresenta um vasto programa cultural que atrai milhares de pessoas para o centro histórico da cidade.

Os ‘Iberian Festival Awards’ vão para a sua terceira edição e têm como objetivo reconhecer, apoiar e premiar todos aqueles que contribuíram para o sucesso dos festivais em Portugal e Espanha. Este ano, a entrega dos galardões decorre a 15 de março, em Lisboa. Desde que foram criados, os Iberian Festival Awards já nomearam por 17 vezes o Festival MED: 4 em 2016, 6 em 2017 e 7 em 2018.

 Procure-nos no Facebook.

É de laranjas e searas em miniatura que é feito o presépio tradicional do Algarve. Muito longe dos presépios que se podem encontrar um pouco por todo o mundo, esta exposição pretende pedir ajuda ao Menino Jesus para que o ano seja de abundância, evitando os perigos da fome.

Procura um restaurante, um bar ou um espaço de diversão? Consulte os nossos parceiros e faça as suas marcações. Mais em AlgarveAdviser.

As raízes do presépio algarvio vêm da Idade Média, quando o Natal passa a constar dos festejos da Igreja Católica. É por esta altura que o nascimento de Jesus desperta curiosidade e começa a ser explicado ao povo, fascinado pela história do menino. À falta de figuras ou adereços, que apenas começam a aparecer em edições exclusivas, a versão do Presépio é muito simples.

O primeiro presépio com fruta e pequenas searas foi montado pela primeira vez pelo Cardeal Bérulle (séc. XVI / XVII) , em França. Para evocar a época natalícia, foi montado um pequeno altar, onde se distribuiam de forma regular os dois géneros alimentares.

Esta recriação foi adotada no Algarve ainda durante o séc. XVII, para ser exposta quer nos locais religiosos, quer nas casas familiares. A tradição à volta no Natal estabeleceu-se em rituais. A preparação começa a 8 de dezembro, dia dedicado à Nossa Senhora da Conceição, com sementeira de alguns cereais, como trigo, aveia, milho, cevada ou lentinhas, que depois de germinarem vão adornar o altar.

A feitura do presépio fica reservada para apenas nove dias antes do Natal, quando os altares, semelhantes aos que se podem encontrar em Igrejas, começam a ser montados. As pequenas searas, que entretanto germinam, e a fruta são dispostos nos vários degraus do presépio. O mais alto fica reservado para a figura do menino. O presépio fica exposto até ao Dia de Reis – 6 de janeiro -, altura em que as searas em miniatura são transplantadas com a esperança de que seja um ano de grande abundância.

Visite-nos no Facebook.

O presépio tradicional algarvio foi adotado noutras regiões como a Madeira e os Açores e chegou também ao Brasil. Contudo, foi progressivamente substituído pela representação mais comum do nascimento de Jesus. Ainda assim, há quem continue a manter a tradição e contribua para que não perca esta representação singular.

Se está à procura de um local para partilhar inesquecíveis momentos a dois, então bem-vindo ao melhor hotel romântico de luxo de todo o País: o Bela Vista Hotel & Spa – Relais & Châteux, situado na Praia da Rocha, em Portimão.

A distinção vem do World Luxury Hotel Awards, a organização que avalia e reconhece as melhores práticas e instalações dos hotéis de luxo a níve mundial, que atribui igualmente ao Bela Vista Hotel & Spa o título de melhor Luxury Design Hotel, em Portugal.

Situado num antigo palacete da Praia da Rocha, o Bela Vista Hotel & Spa é datado de 1918 e o seu edifício mantém a traça original de estilo romântico. Já em 2016, o hotel tinha sido considerado um dos mais bonitos da Europa pela cadeia de televisão norte-americana CNN.

E estes não são os únicos motivos para marcar uma escapadinha romântica. Em novembro, o restaurante Vista, a cargo do Chef João Oliveira, conquistou a sua primeira Estrela Michelin.

2017 tem sido um ano verdadeiramente histórico a vários níveis e este prémio é particularmente especial para o Bela Vista, uma vez que a avaliação é feita pelos clientes, a nossa razão de ser. Temos um enorme zelo pelo detalhe, desde o ínfimo ao maior, e a convição de que é a multiplicação destes pequenos pormenores que fazem do Bela Vista uma grande experiência”, afirma em comunicado Gonçalo Narciso, manager do Bela Vista Hotel & Spa.

A Volta ao Algarve de 2018 vai ser uma montra da região para a mais 50 países. A 44ª edição da prova, que habitualmente atrai algumas das mais importantes equipas do mundo e de nomes sonantes do mundo do ciclismo, vai poder ser vista nos canais da Eurosport, servindo como cartão de visita.

Siga as nossas novidades em Facebook/AlgarveAdivser

A prova realiza-se de 14 a 18 de fevereiro e pretende mostrar o Algarve como uma das regiões da Europa com melhores condições para a prática de ciclismo. “A Volta ao Algarve é um evento de prestígio internacional e um dos melhores eventos desportivos que, anualmente, se realizam em Portugal, pela projeção e pela qualidade”, afirmou Delmino Pereira, presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo.

Ao longos dos cinco dias, os ciclistas vão percorrer 773,5 quilómetros, desde Lagos até ao Malhão, em Loulé, passando por locais como Sagres, Monchique ou Tavira. O programa mantêm-se: duas etapas para sprinters, duas de montanha e um contra-relógio. A dois meses da prova, já estão inscritas 20 equipas, das quais nove são equipas do WorldTour, entre as quais BMC Racing, Team Sunweb, UAE Team Emirates, Bora-Hansgrohe, Quick-Step Floors ou Dimension Data.

A prova vai ser transmitida pela Eurosport, que em Portugal se alia à TVI24 para a transmissão nacional. O reconhecimento da importância da prova e do público que pode alcançar, levou a Associação de Turismo do Algarve a apostar em ‘spots’ publicitários em ambos os canais da Europsort, orientados para o turismo de bicicleta. “O direto internacional da corrida é uma aposta ganha, é o caminho para promover o Algarve em época baixa”, sublinhou Jorge Botelho, presidente da AMAL.

ETAPAS:

14 de fevereiro – Albufeira – Lagos (192,6 kms)

15 de fevereiro – Sagres – Fóia (Monchique) (187,9 kms)

16 de fevereiro – Lagoa – Lagoa (20,3 kms)

17 de fevereiro – Almodôvar – Tavira (199,2 kms)

18 de fevereiro – Faro – Malhão (Loulé) (173,5 kms).

Quer promover o seu negócio? Registe-se em AlgarveAdviser ou envie-nos um email para info@algarveadviser.com.

A Universidade do Algarve vai estudar a sustentabilidade do turismo no Algarve ao longo de dois anos, através do projeto OBSERVE, que será lançado esta quarta feira na Sala 2.01 do Edifício de Engenharia Civil, no Campus da Penha, em Faro.

Este observatório tem como objetivo ser “um instrumento de monitorização e avaliação dos níveis de sustentabilidade da região” e pretende “fornecer indicadores de desempenho ambiental, económico, social e institucional que suportem a tomada de decisões a curto, médio e longo prazo para um crescimento sustentável do Algarve enquanto região turística”.

O OBSERVE – Observatório da Sustentabilidade da Região do Algarve para o turismo vai ser formado por seis grupos de trabalho temáticos, que “irão ser responsáveis pela identificação dos indicadores de sustentabilidade da região”.

Recorde-se que a sustentabilidade do turismo no Algarve é uma das prioridades da Região de Turismo do Algarve, que tem vindo a adotar estratégias de desenvolvimento de setores de atividade diversificadas e complementares ao tradicional turismo de sol e praia.

O projeto OBSERVE tem um orçamento de 400 mil euros e é cofinanciado pelo Programa Operacional CRESC Algarve 2020 e vai estar ativo durante dois anos.

Longe das praias, encostado à serra, o Barrocal algarvio apresenta-se entre o verde da vegetação e o castanho da terra. É o pomar do Algarve que se estende quilómetros entre o Sotavento e o Barlavento e de onde saem também uma grande parte dos produtos agrícolas algarvios.

Alfarroba, amêndoa, figo, azeitona, e claro, a laranja: os frutos mais típicos do Algarve são cultivados nesta faixa de terra entre a serra e o litoral. E há também uma grande panóplia de plantas que ali encontram o habitat ideal, como a palmeira-anã, o tomilho, o narciso ou 20 espécies de orquídeas.

O Barrocal Algarvio é tão rico que até deu nome a uma raça: o Cão do Barrocal Algarvio, classificada recentemente como raça nacional. Habituado a adaptar-se a ambientes difíceis, de corpo esguio e médio-alto, a espécie é um excelente caçador.

Nesta paisagem marcadamente rural, os costumes e as tradições ligadas à terra perduram por gerações. O clima é marcadamente mediterrânico: as temperaturas são amenas no inverno, há baixa amplitude térmica e acentuada secura no verão.

O solo apresenta caraterísticas geológicas especiais com rochas calcárias a marcarem o que os olhos alcançam. O Barrocal algarvio convida também a um passeio pelos trilhos calmos que permitem observar a faixa da serra algarvia em todo o seu esplendor. Este é ‘outro’ Algarve, mas de certeza que já passou por ele.

Se está à procura de um local na Europa para gozar os dias de reforma, o Algarve é uma das nove recomendações no ‘Velho Continente’ pelo site norte-americana ‘Live and Invest Overseas’, ao lado de locais situados junto ao Mediterrâneo ou as charmosas e tradicionais referências que são as capitais europeias.

O Algarve continua a ser o melhor local da Europa para viver a reforma”, começa por afirmar Kathleen Pedicord, autora do artigo e fundadora do site que se ocupa a fazer recomendações de residência e investimentos a partir dos Estados Unidos para diversos locais do mundo.

O Algarve “tem tudo o que um futuro reformado poderia desejar”: ótimo clima e muito sol durante todo o ano, uma comunidade de residentes estrangeiros estabelecida e acolhedora, bons acessos a cuidados de saúde, custo de vida acessível, imóveis a preço acessível, diversas atividade ao ar livre, facilidade de comunicação, boas infraestruturas, programa especial de residência para estrangeiros e fácil acesso tanto a partir da Europa como dos Estados Unidos.

Além do Algarve, a lista inclui também outro destino português: Lisboa. A capital tem bons argumentos como o clima ensolarado, segurança, ofertas de divertimentos e alojamentos, entre outros.

O reconhecimento do Algarve como o melhor ou um dos melhores destinos do mundo para viver a reforma já é antigo. Repetidamente, a região mantém os padrões elevados para quem procura um destino para viver dias de descanso, ganhando a famosos destinos europeus, como Valetta (Malta), Budapeste (Hungria), Citta Sant’Angelo (Itália), Chania (Grécia) ou Paris (França).

X