fbpx

Barrocal: perto do mar com olhar na serra

Longe das praias, encostado à serra, o Barrocal algarvio apresenta-se entre o verde da vegetação e o castanho da terra. É o pomar do Algarve que se estende quilómetros entre o Sotavento e o Barlavento e de onde saem também uma grande parte dos produtos agrícolas algarvios.

Alfarroba, amêndoa, figo, azeitona, e claro, a laranja: os frutos mais típicos do Algarve são cultivados nesta faixa de terra entre a serra e o litoral. E há também uma grande panóplia de plantas que ali encontram o habitat ideal, como a palmeira-anã, o tomilho, o narciso ou 20 espécies de orquídeas.

O Barrocal Algarvio é tão rico que até deu nome a uma raça: o Cão do Barrocal Algarvio, classificada recentemente como raça nacional. Habituado a adaptar-se a ambientes difíceis, de corpo esguio e médio-alto, a espécie é um excelente caçador.

Nesta paisagem marcadamente rural, os costumes e as tradições ligadas à terra perduram por gerações. O clima é marcadamente mediterrânico: as temperaturas são amenas no inverno, há baixa amplitude térmica e acentuada secura no verão.

O solo apresenta caraterísticas geológicas especiais com rochas calcárias a marcarem o que os olhos alcançam. O Barrocal algarvio convida também a um passeio pelos trilhos calmos que permitem observar a faixa da serra algarvia em todo o seu esplendor. Este é ‘outro’ Algarve, mas de certeza que já passou por ele.

Leave a comment

X