fbpx

Turismo algarvio está a crescer e a mudar

27 de setembro é o Dia Mundial do Turismo, um setor que está tão impregnado no Algarve que já se confunde com a própria região. E o turismo está a crescer. Aos tradicionais sol e praia, que continuam a ser atrativos suficientes para cativar milhares de pessoas todos os anos, há outros segmentos que cada vez mais assinam uma marca importante neste setor.

O turismo histórico e o de natureza são aqueles que apresentam maiores aumentos de procura. Os turistas procuram também conhecer o património cultural da região e são muitos os que já são vistos a explorar trilhos e percursos ora a pé, ora de bicicleta. Este turismo estende-se ao longo das épocas mais amenas da primavera e outono, contribuindo para atenuar os efeitos da sazonalidade.

E o turista está cada vez mais exigente. Ao encanto dos alojamentos, procuram também nova oferta gastronómica e com maior qualidade. Não é por isso de estranhar que o Algarve seja cada vez mais uma opção para diferentes tipos de turistas, que encontram diversas ofertas que têm na Região de Turismo do Algarve (RTA) um chapéu, através da promoção e compilação de alternativas ao sol e à praia.

O sucesso das estratégias é comprovado com os números. Até julho, a região registou quase 11 milhões de dormidas, um aumento de 7,3% face ao mesmo período do ano passado. Até ao final do ano, a RTA espera que o número de pernoitas ultrapasse os 20 milhões, um número que será um recorde absoluto.

Porém, as novas ofertas e a multiplicidade de programas turísticos levam à necessidade de estruturar o turismo. A Organização Mundial do Turismo designou este como o Ano Internacional do Turismo Sustentável e Desidério Silva, presidente da RTA, realça a importância de manter essa rota. “É com satisfação que o Algarve se tem assumido como um destino modelo no que toca à sustentabilidade turístico. Ao longo dos anos, temos vindo a focar os nossos esforços na consciencialização dos agentes do setor e da população em geral sobre a importância do turismo sustentável. Um aumento do número de turistas deve ser acompanhado por um cuidado redobrado no que toca à proteção ambiental e social, à preservação da cultura, dos recursos naturais, do património histórico”, afirma em comunicado.

“É, pois, necessário encontrar o equilíbrio que nos permite receber mais turistas, satisfazendo as suas expetativas, e ao mesmo tempo assegurar uma melhor qualidade de vida para a população local”, sublinha ainda o responsável.

Este dia deve também servir para “aumentar a consciencialização sobre a contribuição do turismo sustentável para o desenvolvimento, ao mesmo tempo que mobiliza todos os agentes do setor para que trabalhem juntos para um crescimento positivo e harmonioso do Algarve”, pode ler-se ainda na mesma nota.

Leave a comment

X