fbpx

Algarve está a reunir e conservar o património imaterial

Há um património imaterial no Algarve que nem sempre é devidamente reconhecido ou, sequer conhecido. De zona para zona, variam histórias, tradições, artes e ofícios que correm o risco de se tornarem memórias do passado. Mas agora, para preservar e divulgar essa riqueza cultural foi criada a plataforma ‘Algarve Imaterial’.

 AlgarveAdviser, mais do que uma agência de comunicação.

A plataforma digital foi criada pela Rede de Museus do Algarve e procura valorizar e divulgar as manifestações do património cultural imaterial da região. O projeto é desenvolvido por um grupo de trabalho constituído por técnicos dos museus da região que, em colaboração com as comunidades locais, procura conservar experiências e metodologias de trabalho para manter viva a identidade e a memória coletiva do Algarve.

Na plataforma, disponível em algarveimaterial.wordpress.com, é possível consultar diversas manifestações culturais, como tradições e expressões orais, artísticas ou práticas performativas, técnicas tradicionais ou eventos festivos. Está ainda disponível um mapeamento de tradições dos concelhos de Alcoutim, Albufeira, Faro, Portimão, São Brás de Alportel, Tavira e Vila Real de Santo António.

 Estamos no Facebook.

“Entende-se por património cultural imaterial as práticas, representações, expressões, conhecimentos e aptidões — bem como os instrumentos, objetos, artefactos e espaços culturais que lhes estão associados — que as comunidades, os grupos e, sendo o caso, os indivíduos reconheçam como fazendo parte integrante do seu património cultural”, pode ler-se na plataforma.

Leave a comment

X