fbpx

Month: Fev, 2018

O Algarve pretende mudar o paradigma do turismo de sol e praia. A região quer também receber mais turistas dos setores de Natureza, Turismo Ativo e Desportivo, Gastronomia e Vinhos e Cultura e para os conquistar está a apresentar as novidades na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), que decorre até 4 de março.

 Somos o seu parceiro de comunicação. Fale connosco.

Natureza é uma das maiores apostas da Região de Turismo do Algarve (RTA). A BTL em Lisboa volta a ser o palco de apresentação da 4ª edição da Algarve Nature Week, que este ano decorre de 13 a 22 de abril com novo formato, mas uma cada vez maior proposta de atividades e unidades de alojamento a preços especiais.

Neste vetor e combinando com o Turismo Ativo e Desportivo, vai ainda ser apresentado o projeto ‘Algarve Walking Season’, que inclui o Festival de Caminhadas, de Alcoutim, o Walking Festival do Ameixial, em Loulé, e outro que deverá decorrer em Lagos já no outono deste ano. O objetivo, tal como a aposta no projeto Cycling & Walking, é mostrar que a região também é uma fonte de descoberta para os turistas que privilegiam o contacto com a natureza, de preferência em atividades desportivas.

E para conquistar adeptos logo desde tenra idade, está a ser preparado um Guia de Turismo de Natureza Júnior, destinado a crianças entre os 6 e os 10 anos, e que pretende incentivá-las a descobrir áreas naturais, espécies de fauna e flora, e outros segredos.

Também a Cultura tem sido uma das apostas da RTA, através do programa ‘365 Algarve’, que procura marcar a agenda dos 16 municípios algarvios durante os meses da denominada época baixa. A animar o stand de 702 metros quadrados, estará a Orquestra Clássica do Sul, que atuará em alguns momentos.

Os visitantes da BTL vão também poder descobrir segredos da Gastronomia e Vinhos. Ao longo dos cinco dias do certame, decorrerão experiências gastronómicas no âmbito do projeto Algarve Cooking Vacations, confecionadas a partir dos melhores produtos da região. A 1 de março, Tavira estará em destaque com a apresentação de futuras ações da Dieta Mediterrânica.

Siga-nos no Facebook.

“A BTL é o salão de referência para a indústria do turismo e o principal evento de promoção turística em Portugal. O Algarve participa na 30ª edição da feira com o intuito de reafirmar as suas potencialidades diferenciadoras e a sua vasta oferta turística para todos os perfis de viajantes. Este será sem dúvida, um momento especial para atrair mais turistas para o Algarve, que fechou 201 com mais de 19 milhões de dormidas”, sublinha o presidente da RTA, Desidério Silva.

O Festival MED está nomeado em cinco categorias dos Iberian Festival Awards de 2018. O certame que coloca Loulé no mapa dos festivais a não perder volta a estar bem colocado, depois de na última edição ter vencido o prémio de Melhor Festival de Média Dimensão da Península Ibérica.

O AlgarveAdviser tem especialistas que ajudam a profissionalizar e melhorar o seu negócio. Fale connosco.

O MED concorre nas categorias Melhor Festival de Média Dimensão, Melhor Promoção Turística, Contributo para a Sustentabilidade, Melhor Atuação (Portugal/Espanha) para Ana Moura e Melhor Festival Lusófono e Hispânico. O certame está a concurso com outros congéneres portugueses e espanhóis.

A organização considera que “é uma honra estar, mais uma vez, entre os melhores a nível ibérico na área dos eventos ligados à música e cultura. Estas nomeações são o reconhecimento de mais uma edição do Festival MED que culminou novamente num êxito, não só em termos de adesão do público nacional e internacional, projeção de Loulé em termos turísticos, mas também pelo prestígio alcançado no meio”.

A 3ª edição dos Iberian Festival Awards traz uma novidade: os finalistas são escolhidos exclusivamente pelos votos do público. Os vencedores são conhecidos a 15 de março, em Lisboa.

 Siga-nos no Facebook.

Antes, a 1 de março, será apresentada a 15ª edição do Festival MED durante a BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa.

O verão é a época do ano que atrai mais turistas ao Algarve. Sol, praia e calor são argumentos imbatíveis. Mas há mais para descobrir na região e noutras alturas do ano. É para todos os que procuram descobrir a natureza, a gastronomia, o património e até a história da região fora dos dias mais quentes que Alcoutim é o destino do mês de março.

 O AlgarveAdviser existe para ajudar o seu negócio. Fale connosco.

O município do interior algarvio traz dois regressos que têm vindo a suscitar o interesse do público de ano para ano. No início de março realiza-se o V Festival das Caminhadas e já quase no final acontece o Festival do Contrabando.

Ao fim de cinco anos nos trilhos da paisagem ribeirinha do Guadiana, o Festival das Caminhadas entra no Algarve Walking Season, iniciativa promovida pelo Turismo de Portugal e pelo Turismo do Algarve. Um ‘Algarve Genuíno’ vai poder ser descoberto em 13 percursos, com grau de maior ou menor dificuldade, entre 9 e 11 de março.

Os participantes são convidados a conhecer ‘Entardeceres de Alcoutim desde Sanlúcar de Guadiana’, a descobrir a caminho ‘Entre a ribeira de Cadavais e as estrelas’ ou a percorrer o ‘Trilho dos Pastores e dos Moinhos’. As propostas incluem também o reconhecimento de espaços, monumentos, gentes e gastronomia, como conhecer o ciclo do mel, provar queijo fresco de cabra ou cozer pão.

As inscrições têm que ser feitas até 6 de março no Turismo de Alcoutim, pelo mail festival.caminhadas@cm-alcoutim.pt ou pelo telefone 965 764 457.

Mas o melhor do interior algarvio não se esgota aqui. De 23 a 25 de março, Alcoutim une-se ao vizinho Sanlúcar para trazer o Festival do Contrabando que é mais do que um Festival. “É a junção e fusão da homenagem a uma atividade que ao longo da história foi importante para as gentes da fronteira, com as artes e cultura”.

O sucesso da primeira edição, em 2017, faz regressar três dias de atividades, que incluem espectáculos de música, teatro, artes e circo, ofícios tradicionais, workshops, concurso de fotografia ou personagens como os contrabandistas e os guardas-fiscais.

 Siga-nos no Facebook.

Uma das iniciativas mais aguardadas é a ponte que voltará a ligar as duas localidades da raia do Guadiana durante os dias do Festival e que pode ser atravessada a pé, quebrando a fronteira natural e unido povos, culturas e história.

Qualquer que seja o ranking que envolva praias, o Algarve está sempre representado. É o que volta a acontecer com a mais recente lista das ’25 Melhores Praias do Mundo’ do site ‘Trip Advisor’, feita com base nas opiniões dos viajantes.

 Fale connosco para melhorar o seu negócio. 

A preferência dos utilizadores do site vai para a Praia da Falésia, situada em Olhos de Água (Albufeira). A praia, a única portuguesa a ter direito a figurar na lista do Trip Advisor, está na 12ª posição.

A praia da Falésia conta com 4048 avaliações e tem uma pontuação de 4,5, num máximo de 5. Mais de 60 visitantes, consideram mesmo a praia como ‘Excelente’. Ainda de acordo com as opiniões dos utilizadores, a melhor altura para visitar a praia é entre abril e outubro.

 Siga-nos no Facebook.

No top-3 do ranking estão Grace Bay, nas Ilhas Turcas e Caicos, no Mar do Caribe, Baía do Sancho, no Brasil, e Varadero, em Cuba, respetivamente.

Ryanair will fly to five more destinations from Faro airport and some routes will be extent. The company’s strategy for winter 2018/2019 was presented this Tuesday and is to reinforce the existing operation.

 AlgarveAdviser é o seu parceiro de negócios. Fale connosco.

Berlim e Colónia (Alemanha), Cork (Reino Unido), Marselha (França) e Milão Bérgamo (Itália) são os destinos que passam a contar com dois voos semanais de e para o aeroporto de Faro.

Além destas, a companhia aérea low-cost vai reforçar seis rotas já existentes, mas não especificou para já quais.

 Veja a nossa página no Facebook.

Para aumentar as operações da empresa, o responsável Michael O’Leary indicou que será adicionar uma aeronave ao aeroporto de Faro, a qual deve ter um custo de 80 milhões de euros.

O Algarve tem 13 nomeados aos Publituris Portugal Trade Awards 2018. Os prémios são organizados pela revista da especialidade Publituris e pretendem premiar o melhor que há em Portugal.  Nesta corrida, os votos do público também são importantes.

 O AlgarveAdviser tem soluções para o seu negócio. Fale connosco.

A hotelaria continua a dominar a lista de candidatos. Para Melhor Exclusive Hotel concorre o Vila Joya, e para Melhor Luxury Hotel estão nomeados os Anantara Vilamoura Algarve Resort, Conrad Algarve e Vila VIta Parc Resort & Spa. Em alojamento em espaço rural, estão selecionados como a Fazenda Nova Country House e a Quinta da Cebola Vermelha.

O Salgados Palace & Congress Center concorre na categoria Melhor Espaço de Congressos, enquanto as marinas de Albufeira, Lagos, Portimão e Vilamoura voltam a participar na sua respetiva categoria.

Os prémios distinguem ainda o trabalho das autarquias. Loulé e Albufeira são as candidatas algarvias ao título de Melhor Autarquia.

 Siga-nos no Facebook.

Para os prémios, a revista tem em conta a opinião de um júri especializado e selecionado (60%) e dos leitores assinantes da newsletter da revista Publituris (40%), numa média ponderada. As votações decorrem até 23 de fevereiro e os resultados são conhecidos a 28 de fevereiro na Feira de Turismo de Lisboa. Pode votar aqui.

Conhecer os pomares de laranja ou descobrir como são feitos produtos à base de citrinos são apenas duas das possibilidades que a Rota da Laranja vai oferecer aos visitantes. O objetivo do município de Silves é criar uma oferta turística diferente, que dê a conhecer um dos patrimónios mais icónicos do Algarve.

 O AlgarveAdviser apresenta um serviço de assessoria de comunicação, estratégia e promoção do seu negócio. Aproveite as nossas soluções.

“A ideia é que as pessoas possam vivenciar a apanha da laranja, a sua transformação e a gastronomia associada, sempre com ofertas locais”, explicou Rosa Palma, presidente da Câmara de Silves, território onde se produz 60% de citrinos de todo o Algarve. A Rota deve incluir os viveiros, onde são produzidas as árvores, as quintas, a indústria transformadora, sem esquecer o artesanato, o património imaterial, a gastronomia e o alojamento.

Para Desidério Silva, presidente da Região de Turismo do Algarve, esta não podia ser uma ideia melhor, já que valoriza uma riqueza local, que é a laranja. “Há poucos dias ficámos a saber os números do turismo do Algarve, em 2017, que foram os melhores de sempre: tivemos 19 milhões de dormidas e 1000 milhões de proveitos. Mas o número de camas não aumentou. O que aumentou foi a diversidade e a oferta e qualidade da região, com mais barrocal e serra, mais alojamento local, mais turismo em espaço rural, mais empresas a trazer pessoas para o interior, mais associações de desenvolvimento local a promover iniciativas de animação turística”, disse.

 Siga-nos no Facebook.

A Rota, com itinerários e ofertas concretas, deve estar disponível até ao final do ano, num formato flexível e adaptado ao tempo e aos interesses dos visitantes.

Michael Kwiatkowski voltou este domingo a provar que domina as estradas algarvias. O ciclista polaco da Sky conquistou pela segunda vez a Volta ao Algarve, na chegada ao Alto do Malhão, Loulé, onde terminou a corrida.

Antes da saída de Faro, o ciclista polaco tinha à sua frente o colega de equipa Geraint Thomas, que já conquistou a Volta ao Algarve em 2015 e 2016, com menos 19 segundos. Mas Kwiatkowski teve carta branca da equipa britânica para atacar e impôs-se na última subida, vencendo ao português Ruben Guerreiro (Trek-Segafredo) e ao belga Serge Pauwels (Dimension Data).

No final dos mais de 173kms da etapa de hoje e no cômputo geral da Volta, o polaco finalizou com 1.31 minutos de avanço sobre o colega Thomas e 2.16 minutos para o norte-americano Tejay van Garderen (BMC). Com os dois primeiros lugares do pódio, a Sky voltou a mostrar porque é uma das mais fortes do mundo.

Nelson Oliveira (Movistar) que à partida tinha 49 segundos de diferença para o 1º lugar da geral, acabou por ceder e terminar a 2.54 minutos na 10ª posição. Ainda assim, foi o melhor português.

A Casa da Tella, em Tavira, está a abrir o seu restaurante e tem uma surpresa para os seus visitantes: convidou o reconhecido chef uruguaio Diego Perez Sosa para comandar a cozinha na abertura.

 Registe-se em AlgarveAdviser e aumento o seu negócio.

Diego Perez Sosa, de 37 anos, tem mais de 15 anos de experiência na cozinha típica do Rio de la Plata e na arte da cozinha dos fogos, usando em particular o estilo slow food. Durante cinco anos trabalhou com o mais conhecido chef de fogos da Argentina, Francis Mallmann, tendo participado no documentário Chef’s Table do Netflix.

Em 2015, mudou-se para São Paulo e fundou o grupo Estados Unidos de la Carne com especialistas em carne de elevada qualidade do Brasil, Peru, Argentina e Itália. Antes de ser convidado para participar na abertura do restaurante Casa da Tella, as suas receitas eram as mais apreciadas da cidade brasileira de Trancoso, sendo destaque na imprensa brasileira nacional por inúmeras ocasiões.

A definição de cozinha do Diego Sosa encaixa na perfeição no conceito do restaurante da Casa da Tella: ingredientes de elevada qualidade, 100% frescos e locais. Procuramos respeitar os produtos tradicionais da nossa região e as suas propriedades, combinando-os em receitas modernas e conceptuais.

 Siga-nos no Facebook.

O restaurante Casa da Tella está situado em pleno centro histórico de Tavira, numa das mais conceituadas e apreciadas praças, a apenas 200 metros da ponte ‘Romana’, e próximo de todos os locais de interesse da cidade. Diego Sosa está em Tavira até 27 de fevereiro.

O turismo no Algarve bateu em 2017 novos recordes. De janeiro a dezembro, registaram-se na região um total de 19 milhões de dormidas, 4,1 milhões de hóspedes e proveitos totais de 1.028 milhões de euros.

 Registe-se em AlgarveAdviser e alcance mais clientes.

Já se espera um ano excecionalmente bom, mas os números agora revelados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) comprovam os novos recordes do turismo na região. De acordo com este organismo, as dormidas registaram uma subida de 5,3% ou mais 963 mil, mais 200 mil hóspedes visitaram a nossa região, o que significa um aumento de 5,1% e os proveitos cresceram 13,2%, num crescimento nominal de 119,7 milhões de euros.

Para Desidério Silva, presidente da Região de Turismo do Algarve (RTA), os dados revelam a “excelente performance da hotelaria do Algarve ao longo dos últimos cinco anos, dando um passo gigante dos 14 milhões para os 19 milhões de dormidas e dos 600 milhões para mais de mil milhões de euros de proveitos”.

O responsável explica o desempenho com o “crescimento sustentado do sector fora da época alta do verão”, havendo uma “aposta diversificada no turismo de natureza, na cultura e na gastronomia e vinhos, além dos campos de golfe internacionalmente premiados e do principal atrativo da turístico da região, as melhores praias da Europa”.

 Siga-nos no Facebook.

Os dados do INE revelam que houve subidas tanto no mercado interno, como externo, sendo este último o maior fator de crescimento. Os turistas nacionais ficaram 4 milhões de noites na região (+3,7% ou uma subida de 142 mil dormidas), enquanto os estrangeiros pernoitaram 15 milhões de vezes (+5,8% ou um acréscimo de 821 mil dormidas).

X