fbpx

Month: Mar, 2017

O Algarve permanece o interesse de turistas e a prova disto é a aposta da linha aérea no estabelecimento de vias a e do aeroporto do Faraó. No próximo verão, a infraestrutura aérea regional receberá 11 novas vias e 15 novos serviços regulares.

Budapeste (a Hungria), Erfurt, Desdren, Munster (a Alemanha), Gothenburg (a Suécia), Lila, Bonita (a França), Newquay (Londres), Ostend (a Bélgica), Maastricht (os Países Baixos) e Varsóvia é as apostas de notícias dos meses mais quentes do ano.

A grande aposta vem da Alemanha, pela companhia aérea Germania que abre três novas vias. Ryanair também fornece um serviço diário a Frankfurt, um destino principal ligado ao Faraó e também planejou voos de Lufthansa e TUI.

O Reino Unido mantém a posição de liderança quanto ao nível de conexões e passageiros. O Algarve, pelo Faraó, vai se unir a 30 aeroportos neste país. No verão, um aumento de 15% em assentos disponíveis espera-se, e até ao fim do verão só o Reino Unido deve ter uma ação acima de 50%.

O aumento da aposta dos turistas franceses em Algarve também é notório. Easyjet abre duas novas vias a Lila e Bonito e lançará 4 novas frequências regulares: Bordéus, Marseille, Nantes e Paris. O faraó vai se unir à França de um total de 10 aeroportos.

Alcoutim e Sanlúcar del Guadiana serão mais fechados. As duas cidades de borda de Portugal e a Espanha reanimarão a atividade de contrabando em um Festival original, que apresentará uma ponte móvel que liga as duas aldeias. Mas tudo isso acontece durante somente três dias.

O Festival faz Contrabando acontece desde o dia 24 para 26 de março e aspira a ser uma homenagem cultural e recordar uma atividade que marcou a história das duas aldeias e as conexões entre Portugal e a Espanha durante a Guerra civil espanhola.

Já que o festival se construirá uma ponte móvel que permite a visitantes cruzar a pé os dois bancos de Guadiana. A ponte também será parte do itinerário do Rasto de Guadiana, que terá vias de 25 e 14 quilômetros do castelo Alcoutim ao Castelo de San Marcos, no lado espanhol do rio.

Durante os três dias do Festival, também haverá pompas, o teatro e as recreações históricas, as bandas de música de rua, bem como um habitante local produz mercado, gastronomia e oficinas de habilidade manual.

O Festival faz Contrabando, que se está mantendo pela primeira vez neste ano, é parte de ‘365 Algarve’ programa.

O Festival MED teve a honra como o Festival Melhor de Tamanho médio da Península Ibérica na 2a edição dos Prêmios de Festival ibéricos, cuja cerimônia se realizou em Barcelona. O prêmio resulta do voto público.

O prêmio aspira a recompensar festivais que recebem um público de entre 1,500 e 10,000 pessoas por dia e se consideram criativos porque criam uma experiência íntima e única de espectadores que se tornam um público leal.

MED competiu nos Prêmios de Festival ibéricos ao lado dos Filhos Bons, EDPCoolJazz, Festival F e Millões em Festa, de Portugal e Arrecife em Vivo, Azkena Rock Festival, Ebrovisión, Musaka Festival e Noches del Botanico na Espanha.

Segundo a Municipalidade de Loulé, “esta distinção reflete bem a importância da projeção internacional, que o Festival MED realizou, em particular no itinerário dos festivais principais na Europa, sendo atualmente um evento que ultrapassa as bordas de Portugal”.

O Festival MED volta às ruas do centro histórico de Loulé desde o dia 29 de junho até o dia 2 de julho, para a sua 14a edição.

Talabriga não é somente outra barra, nem é somente uma barra inglesa. É um ponto de encontro do português, inglês, sueco e muitas outras nacionalidades que buscam o espaço de momentos de relaxamento, conversação viva ou participar em muitos eventos seus.

A barra já existiu antes que Danielle Bain assumisse o espaço em abril de 2015 e, embora a decoração nos enviasse a Inglaterra, guardou o nome ‘Talabriga’, a denominação dada pelos romanos à cidade que se instalou na área que atualmente corresponde a Tavira. Mudar o nome foi fora da pergunta: “Se mudasse o nome, me matariam”, diz Dani, como se trata afetuosamente, rindo.

Cada dia do ano das 10h00, os hóspedes podem experimentar uma das experiências de comida mais famosas de Inglaterra. “É o único lugar em Tavira com um café da manhã inglês autêntico”, diz Dani. E até às 2h00 de manhã de domingo a quinto-feira e até 03:00 na sexta-feira e no sábado, há uma escolha de uma grande coleção de cervejas inglesas, irlandesas, italianas, espanholas ou portuguesas, bem como cokctails, bebidas de todo o mundo ou vinhos.

E animar os dias e as noites da Tavira, Talabriga oferece uma agenda ocupada de eventos. Todas as espécies de esportes, como futebol norte-americano, críquete, golfe, boxe, entre muitos outros são uma boa razão de ir, mas Talabriga também organiza noites de concurso, karaokê ou música viva.

Depois de ter estado em outras partes do globo, Dani instalou-se em Tavira, onde viveu durante nove anos com as suas três crianças. “Gosto de viver aqui”, confessa em um acento inglês perfeito. Dani não tinha dúvidas do registro do Aconselhador Algarve, considerando-o “uma boa ideia”.

Quando Johny chegou a Tavira em 2006 verificou que houve “uma coisa que falha”: um restaurante índio. Com um olho do negócio, realizou que a oportunidade não pode faltar-se. Começou com um mais pequeno restaurante até que se movesse para o espaço onde o Restaurante índio de Punjab atualmente recebe os seus clientes, em frente do Jardim da Alagoa.

O conceito de cozinhar a comida índia relaciona-se à tradição e História do país. “As pessoas pensam que a comida e bebida nutre o espírito bem como o corpo; a Comida na Índia é essencial para o avanço espiritual, é a alegria e a celebração”, pode ler-se na discrição do espaço. À inspiração e a comida, a decoração de estilo índia acrescenta-se. “Tudo veio da Índia”, diz Johny, entre várias pinturas e estacas que concluem as arcadas do centro histórico de Tavira.

No Aconselhador Algarve, Jonhy descreve muitas opções que Punjab oferece a clientes no mundo. Os pratos de frango dominam o cardápio, como caril, korma, frango sa, Tikka Masala de frango, mas também há os pratos de camarão, cordeiro e porco. E Punjab não esquece aqueles que preferem a comida vegetariana e oferecem vários pratos baseados em verduras.

Jonhy reconhece que está feliz com o lugar, a cidade e os clientes que garante “sempre voltam”. Mesmo porque o serviço também é um ponto da honra de Punjab. Abra 7 dias por semana, 365 por ano, entre as 11h00 e 15h00 e 19h30 e 24h00, os clientes podem conseguir-se em português, inglês, francês, espanhol, alemão, holandês e até russo.
Embora o restaurante seja um êxito, Johny não tinha dúvidas na junção do Aconselhador Algarve para pensar que uma “boa oportunidade” consegue até mais clientes e obtém o maior reconhecimento do público.

Os monumentos, os museus ou os sítios arqueológicos são alguns lugares que pode achar na ‘Via Cultural Algarve’ criado pela região de Turismo para mostrar a região além das praias e o sol que já encantam turistas.

A nova aplicação, de que podem carregar a dispositivos Android e Apple, permite ao usuário aprender mais sobre a História de Algarve e procura de comarcas, Via de Omídia, pela posição ou segundo o interesse do usuário.

A aplicação, que se lançou na Troca de Turismo de Lisboa, está disponível em português, inglês e espanhol. “Queremos apostar na informação. As aplicações não dizem tudo, mas queremos fazer um apelo de pessoas para ir aos sítios, “realçou Desidério Silva, durante a apresentação aplicada.

Monumentos, museus ou sítios arqueológicos são alguns dos locais que vai poder encontrar no ‘Roteiro Cultural Algarve’ criado pela Região de Turismo para mostrar a região para lá das praias e do sol que já encantam os turistas.

A nova aplicação, que pode ser descarregada para dispositivos Android e Apple, permite ao utilizado saber mais sobre a História do Algarve e pesquisar por concelhos, Rota Omíada, por localização ou consoante o interesse do utilizador.

A aplicação, que foi lançada na Bolsa de Turismo de Lisboa, está disponível em português, inglês e espanhol. “Queremos apostar na informação. As aplicações não dizem tudo, mas queremos fazer um apelo para as pessoas irem aos locais”, sublinhou Desidério Silva, na apresentação da aplicação.

À primeira vista, Farmácia Moderna, no centro de Castro Marim, é somente outra farmácia. Mas não exatamente. “Farmácia Moderna só não vende a medicina, também vende a saúde e a boa disposição”, diz José Mário Carolino, diretor técnico da área de saúde.

E a verdade é que quando cada um entra em Farmácia Moderna se nota que há boa atmosfera. Sílvia, Helena e Leonor, que trabalham na farmácia desde a abertura e aposta de José Mário em um serviço personalizado, amistoso, cheio da boa disposição e, naturalmente, profissionalismo. A reflexão desta forma do serviço vê-se nos clientes que levam um sorriso para casa também.

Chamam Castro Marim uma aldeia com a história. Isto também é o mote de Farmácia que para anos é uma instituição para ajudar as pessoas locais. Entre os serviços disponíveis, a farmácia faz o controle diário de diabete, tensão, triglicerídeos e peso. E até do lado de fora das horas iniciais Farmácia Moderna está aberto. Com um serviço de disponibilidade que dirige 7 dias por semana, os clientes podem chamar 929 061 542 para arejar a receita de emergência.

O diretor técnico decidiu registrar a Farmácia no Aconselhador Algarve para considerar “um serviço muito bom”. “Penso que é útil para residentes e não residentes”, diz José Mário.

X