fbpx

14 miradouros para admirar o Algarve

Há locais que nos deixam encantados pela vista que nos permitem alcançar. Falamos de miradouros, locais únicos com panoramas inesquecíveis que nos levam a observar e explorar de forma diferente a paisagem que nos rodeia. E no Algarve há diversos lugares que nos prometem deixar de boca aberta com a beleza da paisagem.

Costa Vicentina

Miradouro da Arrifana – Próximo da praia com o mesmo nome, este local permite avistar a Pedra da Agulha, uma rocha gigante no meio do mar, e as monumentais arribas que separam o continente do mar.

Castelo de Aljezur – De origem árabe, este castelo promete uma visita única pela história, mas também uma paisagem que vai desde a vila, passando pelo vale até ao mar.

Miradouro do Castelejo – Apesar de estar situado mais perto da praia da Cordoama, o miradouro ganhou o nome da praia ali ao lado. Oferece uma panorâmica sobre o alcantilado da costa.

Fortaleza de Sagres – Ali acaba o mundo e começa o infinito. Foi assim descrita noutros séculos. Este local mítico permite uma contemplação do oceano e um pôr-do-sol colocado já entre os melhores do mundo.

Costa Sul

Miradouro da Atalaia – Aqui a vista é contemplada com o recorte das falésias da Ponta da Piedade, em Lagos e, como se esta maravilha natural não chegasse, consegue avistar até à ponta de Sagres.

Fortaleza de Santa Catarina – Mandada construir pela Dinastia filipina, este local é de visita obrigatória em Portimão para avistar a Praia da Rocha e o estuário do Rio Arade.

Nossa Senhora da Rocha – É a pequena ermida dá nome a este promontório de beleza fantástica. Dali se avistam as praias adjacentes e as arribas imponentes que marcam a paisagem de Porches.

Serra

Fóia – Do alto dos seus 902 metros avista-se, em dias sem nebulosidade, de Faro até ao Cabo de São Vicente. O ponto da serra de Monchique e também do Algarve permite ainda ver até à Serra da Arrábida.

Cerro de São Miguel – É o ponto mais elevado do Sotavento Algarvio. Com uma altitude de 402 metros oferece uma vista fabulosa da Ria Formosa e das suas ilhas. De Espanha até Quarteira, há muito para admirar.

Barrocal

Rocha da Pena – Situado em Loulé, esta elevação natural protegida, permite observar curiosidades geológicas, fauna e flora.

Alto do Malhão – Muito conhecido pelos finais de etapa da Volta a Portugal, o Alto do Malhão oferece uma vista sobre o Barrocal até ao mar.

Rocha dos Soídos – A 467 metros de altitude, é ponto de transição entre o Barrocal e a Serra. Lá do alto, permite ver toda a freguesia de Alte, Loulé.

Barranco do Velho – No adro da pequena ermida desta aldeia, a Serra do Caldeirão fica ao dispor de todos com os seus montes cobertos de sobreiros e medronheiros.

Este

Cacela Velha – A pequena aldeia encrostada na falésia é vizinha da Ria Formosa. Esta paisagem natural é motivo suficiente para uma visita, mas há muito mais a descobrir.

Castelo de Castro Marim – A poucos metros da fronteira com Espanha, este castelo permite avistar o Rio Guadiana e as suas salinas, a vila e a serra circundante.

Leave a comment

X